Homenagem a Angela-Lago

caderno jardineiroO caderno do jardineiro

É um caderno plantado por um jardineiro de palavras e imagens? Ou é um jardim plantado e florindo no caderno do jardineiro? E que jardineiro é esse, capaz de num traço, gesto, cor ou palavra suspender significados e nos permitir passear num universo de delicadezas, penetrar nos meandros de ecos e correspondências, surpreender-nos no reconhecimento de nossa e de todas as existências?

A poesia começa na capa, de uma simplicidade comovente, limpa e singela. E frequenta as folhas seguintes, sentidos suspensos nas poucas e leves ilustrações. E cai em cheio à maneira de prefácio, no qual recebemos a ausência da flor – que se presentifica na generosidade do gesto. Na página seguinte, a poesia passeia sobre o significado das cores: amar ello / ver-me-yo / a su lado – e a seu lado, página anterior, cores em flores sobrepostas como versos em tons correspondentes. Entre o que foi dito e o que foi apresentado, o não dito esplende e se apresenta: o nome da flor: amor-perfeito. Não ficou claro? É sempre assim, quando a gente tenta dizer poesia em jeito de prosa, afugenta a graça. Por isso, corra à fonte, são mais 24 flores-poemas numa terra tratada a cor e poesia.

Diz a contracapa que este é o primeiro volume de poemas de Angela-Lago. De poemas, sim, não de poesia, pois todos sabemos que ela vem poetando desde muito longe, escrevendo, ilustrando, traduzindo, plantando. E oferta agora cores, perfumes, deslumbramentos plantados nesse lindo caderno-canteiro, onde o supérfluo é descartado ou decantado, havendo ainda lugar para poemas em raiva ou em riso de desprazer. O jardineiro não permite que esqueçamos ser sempre possível que apareçam bois em nossos quintais.

Por Tanira Piacentini

O caderno do jardineiro

Angela-Lago

SM, 2016

 

O Príncipe Jacu

Um dos mais recentes livros de Angela-Lago tanto surpreende na inovação quanto conforta no movimento de uma história que parece (parece!) ser uma velha conhecida. A sentença que abre O Príncipe Jacu, “Era uma vez um rei e uma rainha que não tinham filhos”, nos remete a tantas outras histórias soo principe jacubre reis e rainhas, príncipes e princesas que imediatamente nos situamos num lugar conhecido, espaço dos contos de fadas com castelos, bruxas e dragões. Mas logo percebemos que a familiaridade com a história reside em outra mitologia. Com a ajuda do saci, do boto e da mula-sem-cabeça, o herói-príncipe dessa história empreende sua jornada em busca de uma maneira de se livrar do seu corpo de jacu. Voa pelo cerrado, Amazônia e morros de Minas até chegar à cidade grande e encontrar um par com o qual compartilhará suas aventuras. O inusitado dessa história, além do fabuloso intertexto entre o folclore europeu e o brasileiro, fica a cargo das ilustrações de Angela-Lago pois muito aqui se diz em imagens. Se por um lado a narrativa obedece um movimento muito típico dos contos populares, por outro as ilustrações, que também compõem essa narrativa, trazem informações que rompem com a imagem tradicional que muitos leitores fazem de reis, rainhas, castelos e príncipes. Aqui não há paredes de pedra dos muros dos castelos nem mantos de arminho e pedras preciosas. Há, sim, o encontro de dois jovens, alegres e felizes, que se apaixonam e que certamente viverão seu próprio “felizes para sempre”.

Por Silvana Gili

O Príncipe Jacu

Angela-Lago

Editora Melhoramentos, 2014

 

AEIOU

AEIOU

O livro explora as vogais e o que a troca das mesmas promove em certas palavras. Merecem destaque a primeira e a última páginas que traduzem com felicidade o que o livro proporcionará ao leitor: intriga e encanto, reiterados pelo traço preciso, delicado e pontual de  Angela Lago. Misturando  elementos básicos da alfabetização e as possibilidades sonoras das vogais, AEIOU, transforma o reconhecimento  dessas letras num  divertido exercício de leitura, cheio de brincadeiras e fina ironia. Bom livro para  pequenos leitores.

Por Claudete A. S. de Andrade

AEIOU
texto de Angela-Lago
ilustrações de Zoe Rios
RHJ, 2008

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s