João & Maria: queridinho(s) da Barca

Em 2007 Lorenzo Mattotti expôs as ilustrações contidas neste livro para celebrar a encenação de Hensel & Gretel, exibida pelo Metropolitan Ópera. A arte de Mattotti, toda em preto e branco, traz personagens apenas em sombras. Suas pinceladas lembram tempestades ou ventos opressores, criando uma atmosfera sombria, necessária a esta conhecida história de fome e abandono que já foi publicada em diversas versões ao longo do tempo.

A partir das ilustrações de Mattotti, Neil Gaiman traz aqui sua versão para a história de João e Maria, publicada pela primeira vez em 1812 na coleção de contos de fadas alemães dos Irmãos Grimm. Mas Gaiman pouco foge do conto tradicional que, conforme alguns historiadores acreditam, baseou-se na Grande Fome de 1315, quando pessoas abandonaram seus filhos e se alimentaram com carne humana.

Na versão que Wilhelm Grimm ouviu de sua vizinha e mais tarde esposa Dortchen, pai e mãe concordam em abandonar as crianças. Mas Gaimam optou por recontar esta história a partir da versão posterior, revisada pelos Grimm. O autor nos traz uma mãe que sugere o abandono sem piedade, por medo da fome ou por sentir o peso da maternidade, e acaba sem redenção. Aqui também não há uma bruxa malvada e sim uma velha senhora, inicialmente simpática e acolhedora que vem para apaziguar o pavor do abandono.

No final desta edição, o leitor encontrará um texto sobre os contos de fadas e suas transformações, com um comparativo entre versões originais e outras referências como ¨O Pequeno Polegar¨ ou a fábula Italiana ¨Nennillo e Nennella¨ – em que há também a expulsão das crianças de casa e a estratégia de marcar o caminho. Verá também histórias onde o canibalismo é praticado por bruxas malvadas como em ¨Branca de Neve¨, ¨Bela Adormecida¨ ou a russa Baba Yaga. Há ainda uma breve bibliografia que instigará o leitor a conhecer mais sobre os contos de fadas em suas versões originais, por vezes um pouco mais tristes, como a vida real de muitas crianças.

joao_maria 2

João & Maria

Neil Gaiman

Tradução de Augusto Calil

Ilustrações de Lorenzo Mattoti

Intrínseca, 2015

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s