O anel encantado

De todos os livros de contos que li, jamais fiquei com essa sensação gostosa no peito.
Quando falo em sensação gostosa, falo de paz e encantamento. Isso mesmo, de encantamento.
O livro de Maria Teresa Andruetto permite que o leitor respire entre uma cena e outra e permite também que ele reflita e crie imagens em sua mente sobre aquilo que acabou de ler.
Durante a leitura, fui apresentada a algumas flores e daquelas que não conchecia, deu até para imaginar o cheirinho. O doce aroma da flor de nardos, a suavidade do perfume dos heliotrópios, e o inconfundível cheirinho dos jasmins. Flores tão singelas e perfumadas, assim como as palavras de cada conto e a delicadeza do projeto gráfico que permite [res]saltar aos nossos olhos todos os respiros dessas histórias contadas com tanto cuidado aos detalhes.
Esse é realmente um daqueles livros cheios de simplicidade que enchem nossos corações de encantamento.
o anel encantado
O anel encantado
Tradução de Marina Colasanti
Global, 2016
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s