Por que os Moomins são uma unanimidade?

 

Moomins.jpg

 

Em 2016 várias leitoras do Núcleo de Pesquisas da Barca dos Livros aprovaram e recomendaram a leitura de “Os Moomins”. Escritos em sueco
pela finlandesa Tove Jansson, foram recentemente traduzidos do inglês
por Ana Carolina Oliveira (ed. Autêntica).

“Um Cometa na Terra dos Moomins” (2015), “Os Moomins e o Chapéu do Mago”
(2015) e “Os Moomins e o Dilúvio” (2016) são apenas três dos nove livros
que Jansson escreveu e ilustrou entre 1939 e 1970. Os Moomins demoraram
anos para chegar ao público brasileiro, tendo que passar primeiro pelo
sucesso na Europa, Ásia e Estados Unidos, com reedições e séries de TV,
até chegarem como “Mumin” em 2010 pela editora Conrad e “A Família
Múmin” em 2011 com tradução de Carlos Heitor Cony (ed. WMF Martins
Fontes).

Moomin, ou Mumintroll em sueco, é o personagem principal. Passa o dia
brincando com outros agregados da família e tentando lidar com as
catástrofes naturais que acontecem pelo vale onde mora. São inúmeros
seres que o leitor encontra pelo caminho, cada um com características
boas e más (com excessão de Moomin Mãe, que é sábia e resolve os
problemas de todos). São criaturas fantásticas e ao mesmo tempo e
profundamente humanas. Engraçadas e curiosas, elas seguem a vida
buscando o que no muitos de nós também busca: sobreviver com uma certa
leveza e alegria.

Não é a toa que o trabalho de Jansson foi muito premiado.
Estamos aguardando os demais volumes!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s