Contêiner

conteiner

Como é bom ler um livro sem palavras!

Em Contêiner, de Fernando Vilella até se leem umas palavras, mas o barato do livro é curtir o visual. São três navios que passam por três países do mundo, China, Inglaterra e Brasil. Em comum levam, sem querer, um gato e um cachorro dentro de um dos seus contêineres, e aí é claro que o bicho pega.

Os portos com seus milhões de guindastes e caixas, o mar imenso e a paisagem de cidades portuárias são o pano de fundo dessa história que gira o mundo. O design tem a cara de outros trabalhos do artista (lembram de Lampião e Lancelote?), em que poucas cores, muitas linhas e alguns a traços espontâneos dão o tom plural e colorem a paisagem.

Ao final, um informativo com um mapa e algumas legendas acrescentam palavras a esta narrativa visual. Aqui o autor conta sobre os portos que retratou e a origem do nome de cada um dos navios. Quer embarcar num contêiner do Rio a Hong Kong? Reserve 42 dias, tente entrar num contêiner, ou mais fácil, viaje neste livro!

Contêiner

Fernando Vilela

Pequena Zahar, 2016

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s