Antônio Conselheiro – Nem Santo, nem Pecador

Kathrin Alexandra Bohna M.Corrêa
estudante de Língua e Literatura Alemãs – UFSC

O livro Antônio Conselheiro – Nem Santo, nem Pecador, escrito pelo autor carioca Marcelo Biar e publicado em 2009 pela editora Rocco na coleção Jovens Leitores, apresenta um formato leve e prático, de bolsa A3. Contendo 88 páginas, o livro convida o leitor a carregá-lo e transportá-lo facilmente a qualquer lugar. O livro  trata sobre a luta de Antonio Vicente Mendes Maciel, conhecido por Antonio Conselheiro, contra as injustiças sociais no sertão da Bahia, no século XIX.
Concomitantemente, as capas de frente e verso carregam a cor terra-cota, representando e lembrando bem a cor do sertão da Bahia. Na capa de frente, junto ao nome do autor e o título, se vê uma gravura feito no estilo de xilogravura, arte típica nordestina na qual se utiliza a madeira como matriz, possibilitando a reprodução de imagens e textos sobre papel ou suporte adequado, sendo o papel prensado com as mãos sobre a matriz com as partes retiradas que não são impressas. Trata-se da tradicional arte de Cordel, a qual comumente se emprega para contar e ilustrar ocorrências históricas no Nordeste.
A xilogravura da capa representa o próprio protagonista, o herói Antonio Conselheiro, com asas de anjo nas costas carregando nas mãos uma cruz, bem ao alto. Tanto a imagem quanto o texto da contracapa são representados através da xilogravura, a qual cria o clima nordestino que tematiza visualmente o conteúdo do conto e estimula a leitura de quem tem o livro em mãos.
Durante a leitura, sempre se entremeia ao texto essa arte típica do nordeste: tanto na escrita dos capítulos quanto nas ilustrações que acompanham a narrativa, de modo semelhante à prática do Cordel, como originalmente fazem parte da Xilogravura. Originalmente as ilustrações foram publicadas pelo criador e artista, Adir Botelho, na exposição Canudos Xilogravuras, editado pela Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro, em 2002.

Anúncios

Um comentário sobre “Antônio Conselheiro – Nem Santo, nem Pecador

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s