O Golem do Bom Retiro

Samuel Heidermann, 12 anos, Escola Anabá
Leitor convidado

Ariel, Riri e Nico, moradores do bairro Bom Retiro em São Paulo, são vitimas de uma gangue de racistas maldosos: skinheads, que são jovens preconceituosos e violentos.
O povo judeu tem uma longa história de sofrimento e perseguição, sendo que a Segunda Guerra Mundial foi o mais terrível desses momentos, quando mais de seis milhões de judeus morreram em campos de concentração nazistas.
Ariel, como judeu, portanto, sofre muito com as atitudes injustas desses jovens e, por isso, junta seus amigos Riri, uma simpática menina, Nico, um menino negro também submetido às arbitrariedades da gangue e, por fim, Moisés, noivo da irmã de Ariel, considerado por muitos um moço ancião, por ser muito aplicado.Enfim, Ariel reúne esses amigos e insiste muito para que Moisés fizesse uma criatura até que o rapaz concorda e cria um golem: criatura que, como diz ele, acabará protegendo os judeus.O golem que Moisés faz é um boneco feito de argila e que os defende, de fato! Obedecendo cegamente as ordens mais ousadas dos rapazes, o grandalhão golem sai, num certo momento, do controle e arruma muita confusão. É que as vítimas, talvez cansadas de tanto abuso, começaram também a exagerar, pedindo que ele cometesse bobagens como bater demais ou cometer covardias. É preciso então que o rabino da sinagoga, pai de Ariel, intervenha e “desative” o golem.

Anúncios

Um comentário sobre “O Golem do Bom Retiro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s